sexta-feira, 19 de abril de 2013

LOIRA QUE AGIU EM ASSU: DELEGADO AFIRMA QUE LOIRA APONTADA COMO LÍDER DE QUADRILHA ERA FRIA E VIOLENTA

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte apresentou, na manhã de hoje quinta-feira (18), o resultado de dois meses de investigação para desbaratar uma quadrilha de assaltantes que atuava na região metropolitana de Natal. De acordo com o delegado titular da Delegacia de Furtos e Roubos, Atanásio Gomes, a divulgação das imagens de uma das ações dos criminosos, feita pelo Portal BO, foi fundamental para a prisão da líder dos assaltantes, a paraense Killsia Carneiro Pereira, de 21 anos, que está sendo apelidada de “loira do mal”.
Atanásio Gomes revelou para a reportagem que sua equipe já possui informes importantes sobre o paradeiro dos outros suspeitos que são apontados como autores de assaltos a residências, salões de beleza e seguradoras da cidade, mas que as investigações chegaram ao momento conclusivo após a divulgação do vídeo onde mostra claramente o rosto de dois dos assaltantes, uma mulher e um homem de paletó.

"A divulgação das imagens foi de extrema importância para o desfecho deste caso, mas a nossa equipe estava no caminho certo. Quando prendemos a acusada na saída de um presídio, na zona Norte, já tínhamos policiais de campana próximo a casa onde morava a jovem", disse o delegado.

Ele comentou ainda que Killsia Carneiro é natural de São Sebastião da Boa Vista, no Pará, e estava em Natal há dois meses. Ela teria revelado em depoimento prestado na delegacia que veio para a capital potiguar para ficar perto do companheiro que se encontra detido no Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes. Para a polícia, a jovem relatou que a mulher mostrada nas imagens do assalto a uma seguradora era realmente ela e que teria recebido R$ 1 mil pela participação no crime.
Uma das vítimas da acusada esteve na delegacia e comentou que há um mês teve a casa invadida pela quadrilha da loira e que, em certo momento, foi agredido por ela, sofrendo uma coronhada de uma pistola. O ferimento foi grave ao ponto de após a saída dos criminosos a vítima ser conduzida desmaiada para uma unidade hospitalar. "Não tenho dúvidas nenhuma que foi esta mulher que assaltou a mim e minha família e me agrediu. Eu nunca vou esquecer o rosto dela".
A reportagem tentou conversar com a suspeita no ITEP, mas Killsia preferiu apenas se queixar de dores de cabeça e dizer que estava grávida de dois meses. A polícia ainda investiga outras pessoas que participavam dos assaltos juntamente com a acusada.
Portal BO.


----------------------------------------------------------------------

 ADX CELULAR 
 Antônio da xerox

Av. Governador Georgino Avelino, (proximo ao mercearia do Ornildo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tire todas suas dúvidas de como anunciar sua empresa em nosso blog

foxyform